Exames

Exames 2021-02-02T11:30:11-04:00
A angiografia por tomografia de coerência óptica (OCTA) constitui uma nova possiblidade de avaliação pela tomografia de coerência óptica utilizando contraste de movimento para gerar imagens tridimensionais detalhadas do fluxo sanguíneo intraocular, podendo representar uma alternativa ao exame convencional de angiografia realizado com contrastes (fluoresceína e indocianina verde). A OCTA tem capacidade de diagnosticar alterações vasculares retina e coróide presentes na retinopatia diabética, degeneração macular relacionada à idade e oclusões venosas de retina, além de outras doenças vasculares da retina e coróide. O exame é indolor e não utiliza injeção de contraste nem corante. As imagens digitais são arquivadas para análise e comparação evolutiva do caso.
A retinografia digital é a fotografia de alta resolução da retina e do nervo óptico. Este exame tem por objetivo diagnosticar possíveis alterações do fundo de olho e acompanhar os efeitos dos tratamentos realizados. O uso de filtro para autofluorescência permite avaliação mais específica de camadas da retina. Está indicado em todas as doenças de fundo do olho, como a retinopatia diabética, doenças vasculares retinianas, uveítes e glaucoma.
A angiografia fluoresceína digital é um exame que avalia a vascularização da retina e da coróide, permitindo, por meio de administração de corante endovenoso, que a circulação sanguínea seja avaliada quanto sua distribuição, características e integridade da barreira hemato-retiniana, cuja falha pode ser responsável por hemorragias e edema. É indicado para pacientes com retinopatia diabética, alterações na retina por hipertensão arterial, doenças da mácula, tumores oculares, oclusões vasculares, entre outros.
A tomografia de coerência óptica (OCT) de alta resolução permite avaliar detalhadamente a estrutura estratificada da retina, coróide e nervo óptico, além de realizar estudo do segmento ocular anterior com mapa de espessura da córnea. A OCT tem capacidade de diagnosticar alterações estruturais da retina presentes na retinopatia diabética, degeneração macular relacionada à idade, buraco macular e membrana epirretiniana, e possibilita acompanhamento das alterações da camada de fibras nervosas no glaucoma. Os modernos equipamentos, como o AngioScan (Nidek), possuem sistema de rastreamento das estruturas oculares o que aumenta a confiança nas comparações entre exames antes e depois do tratamento.
Open chat